quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Alma? - O Protetorado da Sombrinha

Título Original: Soulless
Autor(a): Gail Carriger
Editora: Valentina
Tradução: Flávia Carneiro Anderson
Ano: 2013
Número de Páginas: 308
Sinopse: Em primeiro lugar, ela não tem alma. Em segundo, é solteirona e filha de italiano, que, ainda por cima, está morto. Em terceiro, acaba sendo atacada sem a menor educação por um vampiro, o que foge a todas as regras de etiqueta.
E agora? Pelo visto, tudo vai de mal a pior, pois a srta. Tarabotti mata sem querer o vampiro - ocasião em que a Rainha Victória envia o assustador Lorde Maccon (temperamental, bagunceiro, lindo de morrer e lobisomem) para investigar o ocorrido.
Com vampiros inesperados aparecendo e os esperados desaparecendo, todos parecem achar que a srta. Tarabotti é a responsável. Será que ela conseguirá descobrir o que realmente está acontecendo na alta sociedade londrina? Será que seu dom de sem alma para anular poderes sobrenaturais acabará se revelando útil o apensas constrangedor? No fim das contas, quem é o verdadeiro inimigo, e.... será que vai ter torta de melado?
Uma das séries de Steampunk mais cultuada do mundo!


Opinião da Jéssica

Imagine um mundo sobrenatural totalmente diferente do que você já viu. Sei que todo mundo já deve ter lido ou visto algo sobre vampiros, lobisomens e outras criaturas surreais. Eu posso garantir a vocês que nunca viram nada como esse livro. Não por esses seres serem diferentes. Os lobisomens dessa série são homens que se transformam em lobos na lua cheia e os vampiros são criaturas sugadoras de sangue que morrem com estacas de madeira. Nada muito diferente não é mesmo? Então por que esse livro foge do comum? Por causa da narrativa engraçada, da personagem principal admirável e do contexto histórico.
"Alma?" se passa na época vitoriana e é um livro steampunk. Mas Jéssica, o que é steampunk? É um sub gênero da ficção científica. As histórias são ambientadas no século XIX e usam a tecnologia do passado mais avançada chegando a um nível quase impossível. As máquinas ainda são a vapor mas são muito mais desenvolvidas do que realmente foram. É o encontro do passado com o futuro. Haviam computadores de madeira que eram muito modernos para a época, ou mais impossível ainda, um zeppelin: balão dirigível a vapor, como mostrado na foto ao lado. Se quiserem ver mais um pouco sobre esse gênero fiz um post com algumas roupas, máquinas e objetos steampunk: clique aqui!
A personagem principal do livro é Alexia Tarabotti, filha de italiano (já falecido), solteirona, que vive com a mãe em Londres. É a irmã mais velha e muito diferente das outras. Tem um temperamento forte, gosta de ler e tem um intelecto mais avançado. Não é como uma moça qualquer da sociedade londrina e, por isso, sofre preconceito até da família. Mas não sofre por isso. Não se importa com o que os outros pensam. Porém uma coisa ela esconde da família: Alexia não tem alma. Ou seja, qualquer indivíduo com poderes sobrenaturais ao tocá-la perde todos os seus poderes e vira um mero humano. Ao parar de tocá-la volta a ser sobrenatural. Nessa história, vampiros e lobisomens não vivem escondidos. E Alexia acaba se evolvendo num mistério envolvendo esses seres sobrenaturais junto com Lorde Maccon, um maravilhoso lobisomem bem grosso e temperamental. A melhor parte do livro inteiro é essa interação entre os dois. Os diálogos e situações são incríveis. O casal é totalmente diferente de tudo que já vi!
"Alma?" é um livro instigante! Em terceira pessoa é um dos melhores livros sobrenaturais que já li! E estou louca para ler "Metamorfose?" e "Inocência?", as continuações dessa série. O final de "Alma?" mostra que qualquer coisa pode acontecer com Alexia Tarabotti, minha heroína do século XIX. Leiam esse livro diferente e muito divertido! Eu recomendo!

Estrelinhas

Extras
Um mangá foi criado a partir do livro, porém só consegui achar em espanhol e inglês. Posso dizer que é bem interessante ver os personagens em desenho, porém os imagino completamente diferentes, principalmente a Alexia que no livro tem nariz acentuado e traços fortes no rosto descendente de italiano. Como podem ver ela é bem diferente no mangá.


Continuações Publicadas no Brasil e Capas Originais


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Últimas Resenhas